Cerveja sem glúten

Cervejas Sem Glúten
Cervejas Sem Glúten

Você já tomou cerveja sem glúten (gluten free)?

Eu me lembro de quando eu trabalhava na primeira loja do Mestre-Cervejeiro.com em Curitiba e entrou um cara todo tímido, meio ressabiado. Ele olhou pra mim e disse.

“Cara, eu tenho a doença celíaca há 20 anos, eu sempre amei cerveja, mas faz 20 anos que eu não bebo, e eu fiquei sabendo que vocês têm aqui na loja. É verdade?”

Para a sorte dele, era verdade. Eu vendi a cerveja pra esse senhor com a maior alegria e satisfação da minha vida. Não sei se ele gostou da cerveja, mas fiquei imaginando ele abrindo uma cerveja pra tomar depois de 20 anos resistindo à tentação. Deve ter sido maravilhoso.

Cervejaria Al Capone
Cervejaria Al Capone

Bom, já viu que o assunto aqui é cerveja sem glúten.
Com certeza você tem algum amigo que tá fazendo ou já fez alguma dieta com restrições ao glúten ou conhece pessoas que são intolerantes ao glúten.

Mas afinal, o que é glúten?

Glúten é um complexo de proteínas encontrado nos cereais mais comuns como o trigo, a cevada e o centeio.

Se você entrou na onda de fazer pão nessa quarentena deve saber que o glutén é bastante importante pra dar aquela elasticidade na massa conferindo estrutura e belos alvéolos no seu pão.

Pão de Fermentação Natural
Pão de Fermentação Natural

Além dos pães, você também sabe que cerveja é feita basicamente de malte de cevada, outras contêm trigo, e algumas também tem centeio. Ou seja, uma pessoa com a doença celíaca, infelizmente, não pode tomar cerveja.

Quer dizer, não podia, porque agora a gente encontra várias opções de cervejas sem gluten no mercado brasileiro.

Eu pesquisei um pouco sobre o assunto e descobri que existem duas maneiras de produzir uma cerveja sem glúten, ou com glúten reduzido.

A primeira delas é substituir o malte de cevada ou malte de trigo por um outro cereal que não contenha glúten, como por exemplo o sorgo.

Sorgo
Plantação de Sorgo

E não é só isso, a produção deve ser feita em equipamentos que nunca tiveram contato com glúten anteriormente porque senão corre o risco de contaminação.

Nesse caso a cerveja será 100% sem glúten, mas com certeza vai ter um sabor diferente do qual a gente tá acostumado.

A segunda opção, e muito mais utilizada pela indústria brasileira, é usar uma enzina que “quebre” a proteína do glúten diminuindo consideravelmente a sua porcentagem no produto final.

A legislação brasileira diz que para chamar de Cerveja sem Glúten ela deve ter no máximo 20ppm de glúten, ou seja, 20 partículas por milhão de glúten na cerveja.

Mas e o sabor?

Eu provei poucas cervejas sem glúten, algumas nacionais e uma ou outra importada e posso dizer que me surpreendi com as cervejas.

Cervejaria Farrapos
Cervejaria Farrapos

Infelizmente nenhuma dessas era 100% glutén free, mas sim com uma quantidade mínimo para ser considerada sem glútem.

Praticamente todas elas, se eu não soubesse que é sem glúten eu não teria como dizer.

Marcas Nacionais

Das marcas nacionais que eu provei, vou dar destaque pra duas: A Farrapos e a Al Capone, curiosamente ambas do Rio Grande do Sul. Mas além delas também temos a Lake Side, a Capitu, a Cervejaria Livre, a Tássila e a Fred Bier.

Cervejas sem Glúten
Marcas de Cervejas sem Glúten

Onde comprar? Tem vários e-commerces hoje que entregam em todo Brasil. É só jogar no Google que aparecem alguns. Você também encontra em lojas de cervejas especializadas.

Se você tem mais informações sobre esse tema, ou conhece outras marcas de cervejarias que também produzem cervejas sem glúten, escreva aqui nos comentários.

Assista o vídeo

Aproveite e conheça nosso canal no YouTube, clique aqui.

Edson Carvalho

About

Um viajante tão apaixonado por cervejas artesanais que rodou o Brasil inteiro atrás delas e agora dá dicas de onde encontrá-las.

View all posts by

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.