Viajante Cervejeiro pelo Brasil, um mês de estrada!

Minha casa, Minha vida
Minha casa, Minha vida

Lá se foi o primeiro mês de estrada, um mês realizando um sonho e vivendo um dia de cada vez. Nestes 31 dias conheci muita gente bacana, dormi em vários lugares diferentes, viajei de carona, bebi bastante cerveja, conheci bares e projetos cervejeiros muito interessantes e tive a honra de conversar com aqueles que estão construindo a cultura cervejeira no Brasil.

Aí vai uma retrospectiva para resumir estes ótimos dias de quando comecei a viagem até agora.

– Dormi em 10 lugares diferentes
– Fui para 11 cidades
– Peguei 9 caronas

IMG_2652
– Visitei 20 bares cervejeiros
– Fui a 7 cervejarias
– Comi cacetinho (sem piadas) e descobri que torrada por aqui é outra coisa

IMG_2503
– Tomei chimarrão, e até preparei um com modesta excelência
– Dei o curso de Introdução ao Mundo Cervejeiro para 9 pessoas
– Vendi cerveja artesanal em um campeonato de Skate Downhill em Gravataí com o Márcio Andrei

Aliens de skate
Aliens de skate

– Bebi muita, mas muita cerveja boa, algumas ruins, por vezes intragáveis (faz parte do trabalho)
– Ultrapassei meu orçamento diário da viagem (Eu vou me controlar, juro!)
– Tomei caipirinha de cerveja e cerveja quente com o Mica no Solar Coruja

Ah, essas lindas!
Ah, essas lindas!

– Fui reconhecido por duas pessoas no BierMarkt (Porto Alegre) como o Viajante Cervejeiro (Tô famoso)
– Fiz Yoga na casa do Tiago Genehr e Rosana em Novo Hamburgo
– Me diverti demais com o Fabrício Ecker da Rota da Cerveja nos dias em que estive em Gramado

Confraria São Leo
Confraria São Leo

– Peguei carona em uma Kombi com o Ryan Muterle e sua cachorrinha Frida
– Ouvi muito dialeto alemão
– Conversei com muita gente

Assistente de fotógrafia com Fabiano Ecker
Assistente de fotógrafia com Fabiano Ecker

– O carregador do meu notebook quebrou atrasando boa parte do meu trabalho (estou resolvendo isso)
– Aprendi que “gringo” no Rio Grande do Sul são os gaúchos de origem italiana, geralmente da região da serra gaúcha
– Quebrei um dente

Frida, sua linda!
Frida, sua linda!

– Ouvi muitos “ô meu” da galera de Porto Alegre e região
– Falei para mais de 90 pessoas na Confraria São Leopoldo a convite do Felipe Rodrigues
– Comi e gostei de Rosca com Mel e Nata

São Vendelino por outro ângulo
São Vendelino por outro ângulo

– Sofri um acidente de carro com o Tiago Gonçalves enquanto ele me levava para rodovia. Foi um transtorno mas ninguém se machucou seriamente
– Andei de trem entre Porto Alegre a Novo Hamburgo
– Aprendi a falar “Bá”

Tri gaudério, tchê!
Tri gaudério, tchê!

– Passei por lugares incríveis e lindas paisagens
– Ganhei vários presentes
– Comi muita bergamota, também conhecida por mexerica

Tiago, eu e Rosana
Tiago, eu e Rosana

E não me senti sozinho em nenhum momento da viagem.

O projeto Viajante Cervejeiro pelo Brasil está aí, a todo vapor, quase não dando conta de tantos lugares pra visitar, tantos textos para escrever e tanta gente legal para conhecer. Espero continuar com essa energia até o fim, e se depender de mim, assim será.

Nos vemos por aí!
Cheers!!!

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS
Edson Carvalho

About

Um viajante tão apaixonado por cervejas artesanais que rodou o Brasil inteiro atrás delas e agora dá dicas de onde encontrá-las.

View all posts by

28 thoughts on “Viajante Cervejeiro pelo Brasil, um mês de estrada!

  1. Na próxima, agenda uma passagem por Tapejara (norte do RS) para conhecer a Cervejaria Caseira Caravaggio, comer um Costelão 12 horas, e beber umas com a Confraria Amigos do Lúpulo e do Malte. Parabéns pelo belo trabalho!

  2. Que legal!!!
    Estou adorando suas aventuras!
    Comecei a fazer minhas aventuras cervejeiras com as dicas aqui do seu Blog, por isso estou te acompanhando.
    Seria muito legal aproveitar tudo isso e escrever um livro.
    Se ainda não esta pensando no assunto, considere esta ideia. 🙂
    Boa viagem!

      1. Eu tava me achando mais “bagagem extraviada” do que viajante cervejeira kkkk
        Mas obrigada! Fiquei feliz em saber que vc esta curtindo os textos tb!
        Avise quando estiver em solo manézês!
        🙂

      1. Em Jundiaí temos a Micro Cervejaria Bier Nards e a Micro Cervejaria Rofer (que fica em Itupeva, mas são 10km de Jundiaí).

        E bar nós temos o The Beer Market!

        Se passar, da um toque!

        Aproveitamos e gravamos um episódio pro Buteco do Ferreira 🙂

        Abraço!

        1. Grande, Guliherme.
          Legal cara, ainda não montei o roteiro do estado de SP, mas vamos conversando que passo sim.
          Vai acompanhando la na página do facebook também que vou publicando onde estou e para onde estou indo.
          Abraço

  3. Muito massa Junin,
    To acompanhando o viajante cervejeiro… Pena que tive que cancelar minha ida ao RS. Depois lança o app do viajante cervejeiro com um radar de boa cerveja e rotas maneiras…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.